quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Não sou. Não quero!

Não! Não queira me prender...

É erro, bobagem, coisa pequena diante do mundo inteiro a se conquistar, diante dos seis bilhões de almas a se conhecer e de todo o sentimento espalhado nesse mundo.

Eu já não quero mais os bons costumes e os bons modos, as virtudes; A clausura de sentimentos esparsos e fechados em si, o egoísmo encenado de um amor que de tão feio ficou sem cheiro, sem gosto, sem algo que lhe torne humano e infinito. Todas essas coisas deixem para os conservadores do mau gosto que aplaudem novas roupas, novas tecnologias, novos produtos de consumo, mas não sabem diferenciar um dia do outro, não conseguem vislumbrar no cotidiano a beleza dos amores contrariados, o doce balanço de um bolero, não sabem de nada!

Quero mais beleza hoje do que ontem, quero mais paixão amanhã do que terei hoje, quero o mundo não para possuí-lo, mas para vivê-lo ao máximo do que posso oferecer a mim mesmo e ao futuro da humanidade, quero a pieguice dos pretensos poetas e dos bêbados em dias de lua cheia.

Viver já não é necessário, necessário é sentir.



3 comentários:

ela. disse...

necessário é você pegar sua mochila, seu coração e ir pta Recife.

juro que te entrego dois pares de sorrisos, um kit de abraço e muita saudade.

riso meu, toma pra você :****S2
[todos los besos e un corazón]

"Suspirius_______. disse...

é preciso viver pra sentir..
é preciso sensibilidade pra viver..
estamos todos cansados de " simples" ilusões.. sempre queremos mais e é mais que sempre precisamos..
na verdade, a verdade não nos assombra.

eu quero algo inventado pra mim e pra você, pra vc e para o outro.

"Suspirius_______. disse...

não estou lembrando meeesmo, como escrevi esse comentário e nem como foi..hahahha!

é a bebida em minha vida... ( só pode ser )