segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Viva la vida;

Fitei teus olhos
Amargos, fundos, negros
Vi um quase morto
Dentro e fora deles

Fora o morto morre
Dentro vive
Moribundo.

Mar de morte que me afoguei
Perdido, desavisado, mudo
Caminhante de passos largos
Me calei diante do mundo.

7 comentários:

... disse...

Tem tanto tempo que não venho aqui. rs'

Gostei do poema, aliás eu gosto de todos! =P

Só vir mesmo pra deixar: beijo..
:*

Gabriella. disse...

Fiz-me lê-lo bem umas três vezes.
Das três vezes, fiz-me ter três intonações diferentes.
Das três... não consegui escolher a melhor.

Poema delicioso de se ler... e de "intonar."

Anne Elisabeth disse...

ahhh adorei as palavras, viu?
deve sobrar inspiração nesse coração.

"Caminhante de passos largos
Me calei diante do mundo."
Sempre gosto de me sentir assim.



e que venha nosso encontro, afilhado.
^^

;*

Desirée Jaromicz Feldmann disse...

eles são o mistério!

é o mais bonito que já vi à eles.

Ana disse...

não tanto quanto vc, imagino, mas sou sim! :)

Thaís disse...

"Me calei diante do mundo."

Muito bom, Sorriso!

Ela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.